800 007 970 (Gratuito para españa)
658 598 996
·WhatsApp·

18 may 2015

A FCDEF-UP E A PSICOLOGÍA DO DESPORTO: ESTUDOS SOBRE MOTIVAÇAO

/
Enviado por
/
Comentarios0


ISBN: 978-972-8687-00-7
Editorial: FACULDADE DE CIENCIAS DESPORTO UNIVERSID
Sinopsis: Análisis del panorama de la Psicología del Deporte en Portugal a través de estudios de diversos profesores sobre diversos temas de esta rama del deporte. (En portugués)

ÍNDICE
Introduçao
1. Motivaçao para a prática de ginástica artística de competiçao em Portugal
2. Estudo comparativo das motivaçoes para a prática da nataçao como actividade física de lazer numa populaçao juvenil e adulta.
3. Motivos para a prática desportiva: Investigaçao desenvolvida em Portugal.
4. Motivos para a prática de trampolins: Um estudo com atletas de elite
5. O que leva as pessoas à actividade física em “health” clubes?
6. Que motivos levam os jovens a praticar andebol de competiçao?
7. Será que os treinadores conhecem verdadeiramente o que leva os seus atletas a inicia a pràtica do andebol de competiçao?
8. Estudo exploratório sobre os motivos que levam as pessoas a praticar aeróbica
9. Estudo exploratório acerca dos motivos para a prática do karate-do
10. Satisfaçao com a imagem corporal e motivaçao para a prática desportiva. Comparaçaode três grupos étnicos numa perspectiva biocultural.
11. Satisfaçao com a imagem corporal e motivaçao para a prática desportiva en nadadores portugueses de ambos os sexos, na puberdade.
12. Estudo preliminar da estrutura factorial da versao portuguesa do Participation Motivation Questionnaire.
13. A perspectiva dos atletas e dos seus treinadores acerca dos motivos que levam os jovens a praticar basquetebol.
14. Orientaçoes cognitivas e motivos para a prática do andebol
15. Percepçao dos treinadores acerca dos motivos dos seus atletas para a prática desportiva.
16. Orientaçoes cognitivas e motivos para a prática do atletismo.
17. Motivaçao para a prática desportiva. Análise descriptiva, factorial e comparativa dos motivos de participaáo no desporto escolar de crianças e joves de ambos os sexos, com idades compreendidas entre os 10 e os 16 anos.
18. Estrutura de motivos da prática da actividade física: estudo em jovens dos dois sexos, dos 10 aos 14 anos de idade, do concelho do Porto.
19. Orientaçoes motivacionais na dança: Perspectiva das bailarinas vs. Perpectivas percebidas dos seus outros significativos.
20. Como entendem os alunos da disciplina de desporto o sucesso nas suas actividades desportivas: O estudo do caso de uma escola secundária.
21. O significado de sucesso para os melhores esgrimistas portugueses.
22. Avaliaçao dos objectivos de realizaçao no futebol juvenil de competiçao: Comparaçao ente o TEOSQp e o POSQp.
23. Análise factorial confirmatória à versao portuguesa do Participation Motivation Questionnaire.
24. Estudo inicial para a adaptaçao do Task and Ego Orientation in Sport Questionnaire (TEOSQ) à realidade portuguesa.
25. Perception of Success Questionnaire (POSQ): Estudo preliminar sobre a validade da sua versao portuguesa.
26. A prática de actividades físicas/desportivas extra-escolares dos alunos do ensino secundário de Matosinhos. Influéncia social e motivaçao para essa prática.
27. Satisfaçao com a imagen corporal e motivaçao para a as actividades desportivas. Estudo comparativo de adolescentes envolvidos em diferentes modalidades desportivas.
28. Medos e recelos com a imagen corporal e motivaçao para a prática desportiva. Comparaçao de três grupos étnicos numa perspectiva biocultural.
29. A motivaçao para a prática da nataçao de competiçao: Estudo em atletas pr´-juniores e juniores seniores
30. Contributo para um estudo sistemático das determinantes motivacionais da actividade física de deficientes.
31. Analise a algumas determinantes motivacionais da pratica desportiva de um grupo de nadadores pré-juniores da ANNP.
32. As motivaçoes e a prática desportiva. Analise descritiva, factorial e comparativa dos motivos e factores motivacionais para a participaçáo e nao participaçao desportiva de jovens do concelho de Bailao.
33. Motivaçao para a prática de actividades desportivas de aventura na naturaleza.
34. Auto-estima e orientaçao cognitiva em praticantes de atletismo de elite.
35. Determinantes motivacionais da prática de uma actividade física em academias.
36. Motivos para a assistência a competiçoes desportivas extracurriculares: Estudo exploratorio com jovens da cidade de Maputo.
37. Estudo inicial sobre os motivos para a prática desportiva em Moçambique.
38. Abordagem aos objectivos de realizaçao estabelecidos pelos jovens moámbicanos para a prática desportiva.
39. Estudo exploratório sobre a relaçao existente entre os objectivos de realizaçao e o espírito desportivo de jovens andebolistas de ambos os sexos.
40. Motivos apresentados pelos jovens para prática da nataçao de uma forma competitiva.
41. Estudo da relaçao existente entre a idade dos atletas e os seus motivos para a prática do futebol em equipas federadas da regiao de Coimbra.
42. Análise à invariância estructural da versao portuguesa do Perception of Success.
43. Identificaçao dos motivos que levam os atletas veteranos à prática do atletismo.
44. Como entendem os andebolistas o successo no desporto e as causas que o determinam.
45. Objectivos de realizaçao e motivaçao intrínseca para a prática da Educaçao Física.
46. A motivaçao dos jovens para o desporto e os seus treinadores.
47. A motivaçao do idoso para a manutençao na prática regular do exercicio físico.
48. Motivaçao desportiva e prercepçao de ameaça na competiçao, em atletas de diferentes escaloes e niveis competitivos, do futebol de 11 juvenil masculino.
49. Motivos e causas do sucesso no desporto escolar. Estudo no âmbito das escolas EB 2/3 do concelho do Porto.
50. Estudo das razoes de persistência pela prática de dança clássica, de dança moderna e de ginástica aeróbica.
51. Identificaçao dos motivos para a prática de actividade física aos domingos de manha, no parque da cidade do Porto.
52. Variaveis motivacionais preditoras da intençao de praticar actividade física ou desportiva.
53. Crenças sobre a competência desportiva e objectivos de realizaçao.
54. Perfil motivacional do nadador pré-junior.
55. Orientaçoes motivacionais no boccia: um estudo com atletas de competiçao.
Referências bibliograficas.
Autores….

Entrenador personal I

Otras colaboraciones