800 007 970 (Gratuito para españa)
658 598 996
·WhatsApp·

21 sep 2009

“Análise da Duração do Processo Defensivo em Andebol. Estudo caso no Campeonato da Europa Masculinos, 2006”

/
Enviado por
/
Comentarios0
/
Etiquetas
A análise da literatura específica do Andebol revela a predominância de trabalhos dedicados ao estudo das acções técnico-tácticas do jogo. O conhecimento da duração das diferentes fases do jogo relacionando-a com as acções e consequências associadas a cada duração, serão por...
Autor(es): Gomes, F.; Volossovitch, A.; Ferreira, A.P.; Infante, J. Gomes Fernando
Entidades(es): Universidade Técnica de Lisboa – Faculdade de Motricidade Humana
Congreso: II Congreso Internacional de Deportes de Equipo
Madrid- 21-23 de Septiembre de 2006
ISBN: 978-84-613-1659-5
Palabras claves: Balonmano, Defensa, Análisis del Juego.

Resumo Análise da Duração do Processo Defensivo em Andebol

A análise da literatura específica do Andebol revela a predominância de trabalhos dedicados ao estudo das acções técnico-tácticas do jogo. O conhecimento da duração das diferentes fases do jogo relacionando-a com as acções e consequências associadas a cada duração, serão por certo mais um elemento com contribuição positiva para um melhor conhecimento do jogo. O objectivo central do presente trabalho é caracterizar os processos defensivos, das equipas de sucesso, em situação de igualdade numérica 6x6 quanto à sua duração. Foram analisados todos os jogos efectuados pelas selecções classificadas nos três primeiros lugares no Campeonato da Europa de seniores masculino de 2006. Para o registo e análise dos indicadores defensivos durante o jogo foi construído o instrumento “ORAND” destinado ao registo e análise dos indicadores defensivos durante o jogo, relacionados com a acção realizada, zona do campo, sistema defensivo, fase do jogo e duração do processo defensivo (PD). Com recurso à estatística descritiva procedeu-se à análise dos dados das três equipas em conjunto.

Completa la información

Contenido disponible en el CD Colección Congresos nº9.

¡Consíguelo aquí!

Resumen

El análisis de la literatura específica del Balonmano mostró un dominio de los trabajos dedicados al estudio de las acciones técnica y táctica del juego. El conocimiento de la duración de las diferentes fases del juego y su relación con las acciones que ocurren, será un elemento más con una contribución positiva para un mejor conocimiento del juego. El objetivo central de este trabajo es caracterizar los procesos defensivos, de los equipos de suceso, en situaciones de igualdad numérica 6x6 cuanto a su duración. Fueron analizados la totalidad de los juegos realizados por las selecciones clasificadas en los tres primeros lugares del Campeonato Europa de Absolutos en 2006. Fue construida una herramienta llamada “ORAND” para el registro y análisis de los indicadores defensivos durante el partido, relacionados con la acción realizada, zona de la pista, sistema defensivo, fase del juego y duración del proceso defensivo (PD). El análisis ha sido realizado, comparando los PD en situación de igualdad numérica de 6x6 por lo que han sido excluidos todos los otros PD. Fueron analizados los datos en conjunto de los tres, utilizando la estadística descriptiva para la presentación y discusión de los resultados.

1. Introdução

O Andebol é jogo colectivo de cooperação/oposição, de carácter situacional e de estrutura múltipla, pelo que não é fácil avaliar o rendimento de um jogador ou uma equipa. Por isso, o elevado conhecimento do jogo, nomeadamente das suas fases, tornase primordial para uma correcta interpretação do mesmo. Neste trabalho, analisámos a Duração Processos Defensivos (DPD) em situação de igualdade numérica de 6x6, dos três primeiros classificados (França, Espanha e Dinamarca) do Campeonato da Europa de 2006 (CE 2006).

2. Material e Método

Foram analisados 23 jogos efectuados pelas três selecções durante a prova (8 da França 7 da Espanha e 8 da Dinamarca). Foi construído o instrumento “ORAND” destinado ao registo e análise dos indicadores defensivos durante o jogo, relacionados com a acção realizada, zona do campo, sistema defensivo, fase do jogo e duração do processo defensivo (PD). A análise foi realizada, comparando os PD em situação de igualdade numérica de 6x6, pelo que foram excluídos todos os outros PD. Procedeu-se à análise dos dados de cada uma das equipas observadas, seguida de uma análise comparativa dos registos das duas equipas. Utilizámos a estatística descritiva para a apresentação e discussão dos resultados.

3. Resultados

Contenido disponible en el CD Colección Congresos nº 9.

4. Conclusões

Os [0”-10”] e [21”-30”] contêm mais de 50% do PD totais (54,91%). A eficácia defensiva destas equipas é de 51,54%. Sendo 23,85% da responsabilidade dos defesas e 27,69% da responsabilidade dos guarda-redes. A importância do guardaredes vai aumentando com a DPD. 48,46% (504) é a percentagem de DP que terminam em golo, destes o intervalo com mais golos é o [21”-30”] com 33,13% dos golos sofridos por estas equipas. PD Contínuos 54,5% (570) e PD Descontínuos 45,1% (472). PDC – Média 20”, Intervalo 95% [18,99”e 21,01”], Mediana 20”, Desvio Padrão 12,2”. PDDc – Média 27,45”, Intervalo 95% [26,28”e 28,62”], Mediana 27,5”, Desvio Padrão 12,9”.

Responder

Otras colaboraciones