800 007 970 (Gratuito para españa)
658 598 996
·WhatsApp·

18 may 2015

JORGE COSTA CAPITAO

/
Enviado por
/
Comentarios0


ISBN: 978-972-8820-64-0
Editorial: PRIME BOOKS
Sinopsis: Prefácio do Dr. Jorge Sampaio (Presidente da República)
Como nasceu um central – O árbitro, desde a varanda, para disfarçar castigos caseiros, o grande craque dos Canarinhos e… este bacalhau que não entra.
O primeiro título – Uma palinha que teve de ir abaixo, a escola de Queiroz e Vingada e um eterno amor pela cidade do Porto. Nasce o Bicho, pelo padrinho Fernando Couto.
A Lei Jorge Costa – Do Penafiel ao Marítimo nos dois primeiros anos como sénior e o regresso feliz ao FC Porto. Feijoadas, azias e um Super 5 à pressão.
O regresso – Finalmente a entrada no balneário dos históricos. A praxe das chamuças e a chegada de um senhor do futebol: Bobby Robson.
Capitão das tormentas – O desespero em três lesões graves, as bençãos – a começar pela família – e o acto cobarde de George Weah.
Tri, Tetra, Penta, uff! – à terceira foi o tri” e depois um desfilar de festas até ao “penta”. Um capítulo de saudáveis memórias para encher a sala de visitas da cidade.
Octávio para não esquecer – A braçadeira de má memória, um afastamento incompreensível e as azias de um treinador.
Emigrante acidental – O Tank impõe-se em londres, arrumando coma a amargura da partida e com direito a entrada directa no Mundial.
O Bicho volta a casa – Mourinho considerou-o imprescindível e Inglaterra ficou para trás. Eis o Capitão a cumprir um sonho em Sevilha.
Um grande sorriso – Tanta algria por tanto esforço. Jorge Costa ergueu a Liga dos Campeões, numa noite também marcada pelo adeus a Mourinho.
Adeus à Selecção – O leitão traiçoeiro, os equívocos no Mundial da Coreia-Japão e a satisfação de uma carreira fantástica ao serviço de Portugal.
FC Porto… sempre! – O que se pode dizer do futuro numa história que fica com a narrativa aberta… com algumas passagens manos agradáveis por uma época com poucos sorrisos.
Anos de amargura – As mortes de Rui Filipe e Fehér.
Todos de acordo – Os testemunhos de José Mourinho, Carlos Queiroz, Fernando Santos, António Oliveira e Bobby Robson, entre vários outros, são coincidentes na avaliação que fazem do fantástico perfil do futebolista e do homem que é Jorge Costa.
Ninguém como ele – Oito campeonatos nacionais, cinco taças de Portugal, seis supertaças, uma taça UEFA, uma Liga dos Campeões, uma taça Intercontinental e ainda campeão do mundo de sub-20! Eis os registos do Capitão…. ”

Preparación física de fútbol

Otras colaboraciones